Auto-retrato com Stalin, 1954 Frida Kahlo

Auto-retrato com Stalin 1954 Frida Kahlo

Em seus últimos dias, Frida Kahlo introduziu uma dimensão política em seu trabalho para servir ao Partido e beneficiar a Revolução. A natureza votiva deste retrato pode ser comparada à da pintura Auto-Retrato com o Retrato do Doutor Farill, em que o médico desempenha o papel de “Salvador”. Aqui é Joseph Stalin que assume o papel de “Santo”. Neste retrato Frida revela sua fé quase religiosa no comunismo. Como em outras pinturas desse período, a execução precisa dos detalhes, característica de muitas obras de Frida Kahlo, desapareceu; provavelmente devido à ação da medicação forte que Frida estava tomando.

A obra citada no texto anterior Autorretrato com o retrato do Doutor Farill, ano de 1951, é um óleo sobre masonita – 41,5 cm x 50 cm – da Galeria Arvite no México D.F.). O cirurgião Juan Farill operou a coluna de Frida Kahlo sete vezes em 1951, forçando-a a permanecer hospitalizada por mais de nove meses na Cidade do México.

Scroll to Top