O que a água me deu, 1938 Frida Kahlo

O que a água me deu 1938 Frida Kahlo

Esta pintura tem outro nome de “O que vi na água”. Numa conversa com o amigo Julien Levy explicou esta pintura: “É uma imagem da passagem do tempo sobre o tempo e as brincadeiras da infância na banheira e a tristeza do que lhe aconteceu ao longo da vida”.

Ao contrário da maioria de suas outras pinturas, What the Water Gave Me não tem um foco principal dominante. Ele tem algumas representações simbólicas dos diferentes eventos na vida de Frida. Ele também incorpora muitos outros elementos de suas outras pinturas.

Embora Frida Kahlo nunca se tenha considerado uma “surrealista”, este trabalho é pintado em um estilo “surrealista”. Na água, os reflexos são suas imagens de vida e morte, felicidade e tristeza, conforto e dor, assim como seu passado e presente. No meio dessas imagens, a própria Frida estava deitada. Ela parecia afogada em sua imaginação e sangue estava saindo de sua boca.

O que a água me deu foi assinado e datado de “1939”. Mas foi pintado no ano anterior. Esta pintura foi exibida em Paris por Andre Breton em janeiro de 1939, sem assinatura e data na época. Quando a pintura voltou ao México, Frida Kahlo assinou e colocou a data como “1939”. Esta pintura foi dada ao amante do fotógrafo de Frida, Nickolas Muray, para pagar a dívida de $ 400 que ela devia a ele.

Scroll to Top